Iniciando uma carreira no Brasil desde a faculdade

Seja em farmácia ou finanças, as oportunidades chegam para estagiários(as) que iniciam na Abbott enquanto ainda estudam em universidades.

Iniciando uma carreira no Brasil desde a faculdade
Hire Experience | Dec. 21, 2021

Quando Milena Enderson e Isabela Luppi estavam pensando em estagiar como estudantes universitárias no Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente, ambas queriam encontrar oportunidades na indústria da saúde, que se alinhava aos seus desejos de impactar positivamente a saúde das pessoas. Milena, hoje assistente de projeto de fabricação em nossa planta de medicamentos de marca, estudou farmácia e, Isabela, analista financeira júnior, estudou economia.

Estagiários(as) universitários(as) no Brasil ficam até dois anos na empresa, rodando em várias equipes, enquanto continuam sua formação.

"No Brasil, temos que praticar o que aprendemos enquanto na universidade", disse Isabela. "Além de fazer parte dos requisitos curriculares, um estágio abre nossas mentes para aplicar o conhecimento que aprendemos em sala de aula. Isso nos dá uma vantagem na busca por uma vaga de emprego em tempo integral quando nos formarmos. Eu queria trabalhar em uma área que melhorasse o bem-estar das pessoas."

Milena começou a faculdade de farmácia pensando que queria ser professora universitária ou pesquisadora médica. Logo depois de aprender sobre a Abbott durante uma série de palestras sobre nossa indústria e iniciar o estágio, ela percebeu que gostava de trabalhar na gestão de projetos enquanto poderia ajudar outras pessoas com o que mais precisam.

"Eu queria proporcionar às pessoas uma melhor qualidade de vida", disse Milena.

Crescimento Pessoal

O período de estágio de Milena envolveu mais do que o aprendizado de habilidades técnicas e a aplicação de sua formação em farmácia. Ela ganhou uma maior compreensão do negócio e como um produto começa, evolui e chega ao mercado. Ela também aprendeu a interagir de forma mais eficaz com colegas de trabalho, gerentes e clientes.

"Meu trabalho na planta é aumentar o volume de produtos na planta do Rio de Janeiro", disse Milena. "Ao mesmo tempo, estamos tentando melhorar a experiência terapêutica no Brasil e além. Quando podemos oferecer novos produtos, com custos mais baixos e de forma mais eficiente, isso ajuda as pessoas".

Em sua função de lançar produtos, Milena usa suas habilidades de resolução de problemas e se comunica com várias equipes da Abbott, desde a área de pesquisa de mercado até diversas áreas de operações dentro da unidade de produção. O trabalho envolve a gestão de projetos, negociação de prazos, e a escuta e aprendizagem em como motivar diferentes equipes e, às vezes, seus colegas estagiários, ela disse.

"Meu gerente percebeu que eu buscava prazos mais apertados e que eu era mais assertiva impondo minhas ideias com os estagiários", disse Milena. "Isso não ganhou o apoio imediato dos outros estagiários. Meu gerente explicou que, embora seja importante que um projeto chegue à conclusão, também é um investimento ser mais paciente e desenvolver um relacionamento mais consolidado primeiro."

Ela ganhou sólidas habilidades técnicas e de resolução de problemas rapidamente e, com a orientação de seus gerentes, Milena melhorou suas habilidades interpessoais.

"Aprendi que às vezes as pessoas querem que eu lidere, mas também tenho que dar espaço a elas", disse ela.

Excelência em Finanças

Isabela desfruta do equilíbrio de trabalhar com números e pessoas em sua posição como analista financeiro júnior, na qual ela começou a atuar após seu estágio na Abbott e de sua formação na universidade. Ela sempre amou matemática e queria uma carreira em economia ou finanças por oferecerem um foco humano e envolverem trabalho com clientes e equipes. Seu estágio começou com operadores logísticos em São Paulo, ajudando a gerenciar pagamentos aos clientes, preparando pedidos de faturamento e solucionando o atraso em pagamentos de clientes. Agora, Isabela trabalha com a equipe de excelência operacional, no planejamento e estruturação de projetos, resolução de problemas e controle dos benefícios que cada projeto traz para a equipe.

Isabela Luppi
Isabela Luppi

Um de seus projetos como estagiária foi a simplificação do processo de recebíveis da Abbott e seus clientes. Isabela trabalhou em vários fluxos de trabalho, incluindo logística e cadeia de suprimentos para agilizar o processo.

Quando ela não estava muito envolvida em um projeto, ela perguntava a seus gerentes como ela poderia ajudar de outras maneiras.

"Nas ocasiões em que eu tinha algum tempo livre, eu sempre pedia para fazer mais e ter mais responsabilidades", disse ela. "Eu sou o tipo de pessoa que pergunta 'Porquê?’, porque eu quero entender a situação plenamente e ver as perspectivas com novos olhos. Isso me dá a chance de criar uma nova oportunidade."

Em um projeto para a equipe fiscal, ela trouxe sua perspectiva para ampliar o uso de soluções digitais nos documentos fiscais, possibilitando uma forma mais eficiente e precisa de gerenciar dados para a equipe. Sua ideia funcionou e o processo digital agora é usado como padrão.

Aprender as entradas e saídas dos processos tributários é gratificante, disse Isabela, como é também desenvolver suas habilidades de comunicação.

"Aprendi que devo ser claro e assertivo ao lidar com nossos clientes, e melhorei minha capacidade analítica e entendi melhor nossos riscos e oportunidades", disse Isabela.

Estagiar na Abbott enriqueceu o desenvolvimento de carreira da Milena e da Isabela, e consolidou sua transição de alunas para profissionais na indústria. As experiências práticas na construção de relacionamentos, gestão de produtos e administração de empresas são os pilares para continuamente continuarem a crescer e se desenvolver em suas carreiras.

Build Your Career and Change Lives Too